quarta-feira, 24 de abril de 2013

Bronca pesada para Toinho do Pará!


O ex-prefeito prefeito deixo um débito de mais de 
Três Milhões de Reais e vai responder por isso na jusitça

A Procuradoria Geral do Município de Santa Cruz do Capibaribe ingressou com uma ação civil de improbidade administrativa contra o ex-prefeito do município, Antônio Figueiroa de Siqueira, pedindo a suspensão de seus direitos políticos, por entender que o mesmo descumpriu com suas obrigações perante a Lei 8.429/92 e Lei de Responsabilidade Fiscal.


De acordo com procurador Geral Marcelo Diógenes, a ação tem como base o relatório dos primeiros resultados da auditoria realizada na Prefeitura, na área da Educação, que analisa a situação administrativa deixada pela antiga gestão.


O relatório diz respeito às seguintes pendências: contrato entre a prefeitura e o SESI, no qual a antiga gestão deixou um débito de R$ 208.175,00; compra de Kits Musicais que deixou um saldo devedor de R$ 530.000,00 para a atual administração; contrato com a EDUCATECA referente à compra de lousas digitais e capacitação para professores, deixando de ser pagos R$ 420.000,00. Estes valores contratuais deixados sem pagar pela antiga secretária de educação somam a importância de R$ 1.158.175,00.


A Procuradoria também entrou com uma segunda ação referente à falta de pagamento dos salários e terço de férias dos professores no mês de dezembro de 2012, que totaliza um débito de R$ 1.303.693,56 deixado para o atual prefeito.


“É preciso acionar o antigo gestor para responsabilizá-lo pelo caos administrativo que encotramos em nosso município”, frisou Marcelo Diógenes.

Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário