terça-feira, 30 de abril de 2013

Definitivamente Dr. Edson não é mais prefeito do Brejo da Madre de Deus. Mais um recurso eleitoral é negado pelo TRE




Na Sessão Ordinária de nº 37 do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE/PE) desta terça-feira (30), foram julgados os EMBARGOS DE DECLARAÇÃO opostos de decisão proferida em 16/04/2013, que negou provimento ao recurso, mantendo a sentença que cassou os diplomas e declarou inelegíveis José Edson de Sousa e Clarice Corrêa, ex-prefeito e ex-vice prefeita do Brejo da Madre de Deus.

O Relator foi o Desembargador Eleitoral Janduhy Finizola da Cunha Filho, e o recurso foi negado por unanimidade:   

ACORDAM os Membros do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, por unanimidade, em CONHECER E NEGAR PROVIMENTO AOS EMBARGOS.

Na próxima quinta-feira (02) advogados da Coligação Por um Brejo Forte entrará com uma petição junto ao TRE/PE, solicitando que o mesmo se pronuncie e tome a decisão, ou o segundo colocado nas eleições 2012, Roberto Asfora assume de imediato, ou será marcada uma nova eleição em Brejo da Madre de Deus.
“Esse foi o ultimo recurso de efeito suspensivo, a decisão da Juíza está correta, agora entraremos com uma petição que será feita na próxima quita-feira, pedindo para que o TRE se pronuncie, diga de que forma vai ser, se Roberto assumir logo ou tem uma nova eleição em Brejo”, disse o advogado da Coligação Por Um Brejo Forte, Dr. Manoel Veloso.  

O prefeito interino Hilário Paulo continua no cargo até o TRE se pronunciar.

Já Dr. Edson Sousa deve recorrer ao TSE em Brasília, mas não terá efeito suspensivo. A situação é praticamente irreversível para o Dr. que já perdeu na primeira e na segunda instancia.

Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário