sexta-feira, 28 de abril de 2017

Manifestantes fazem passeata no Recife para protestar contra reformas da Previdência e trabalhista

Após concentração na Praça do Derby, integrantes do ato saíram em caminhada por volta das 16h desta sexta (28) exibindo faixas e fazendo críticas ao governo federal. Protesto foi finalizado por volta das 19h na Praça da Independência.

 Trabalhadores ligados a diversas centrais sindicais protestaram, na tarde e na noite desta sexta-feira (28) no Centro do Recife, contra as reformas da Previdência e trabalhista. O ato fez parte da greve de diversos setores e a concentração foi iniciada às 14h na Praça do Derby, de onde os manifestantes saíram em passeata por volta das 16h, exibindo faixas, cartazes e fazendo críticas ao governo federal com gritos de 'Fora Temer'. 

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE), Carlos Veras, o ato reuniu 200 mil pessoas. A Polícia Militar (PM) acompanhou a passeata, mas não divulga estimativa de público em manifestações.
Os integrantes da manifestação seguiram em direção à Praça da Independência, destino final do ato. O tráfego nas avenidas Agamenon Magalhães, Carlos de Lima Cavalcanti e Conde da Boa Vista ficou totalmente interdidado durante a passeata.

Segundo Carlos Veras, a manifestação teve o objetivo de reivindicar os direitos dos trabalhadores. "Temos que arquivar, reprovar essa reforma trabalhista. Não há o que negociar, porque não há como negociar a retirada de direitos", pontuou o presidente da CUT-PE.
Com um cartaz com a frase 'Em que momento o Congresso vai pensar em mim?', a professora aposentada Leônia Malta questionou se as decisões tomadas pelos deputados federais, senadores e pela presidência levam em consideração os anseios da população. "Eles precisam pensar primeiro na gente antes de pensarem neles próprios", afirmou.
 Durante a passagem do ato pela Avenida Conde da Boa Vista, comerciantes fecharam as portas de alguns estabelecimentos localizados na via. Um grupo de manifestantes mascarados pichou a fachada de uma agência bancária localizada na referida avenida.
Por volta das 17h30, os participantes do protesto chegaram à Ponte Duarte Coelho, na área central do Recife. No local, os manifestantes cantaram o Hino Nacional e saíram novamente em caminhada por volta das 18h.


Do G1 Caruaru 

Nenhum comentário:

Postar um comentário