segunda-feira, 10 de abril de 2017

Suspeitos de triplo homicídio em Caruaru participam de reconstituição do crime

Reprodução tem o objetivo de buscar mais elementos para o inquérito. Detalhes do crime serão repassados em coletiva de imprensa, que não teve data de realização divulgada.

A Polícia Civil realizou na noite desta segunda-feira (10) a reconstituição do triplo homicídio ocorrido no dia 21 de março de 2017, que matou três pessoas da mesma família em Lagoa do Paulista, zona rural de Caruaru, Agreste de Pernambuco. Os três suspeitos participaram da reprodução do crime encapuzados e moradores do local foram chamados para simularem as vítimas.

O primeiro suspeito a entrar na casa foi o adolescente de 17 anos, que chegou em uma viatura da Polícia Militar. Os outros dois homens - de 19 e 23 - chegaram no carro do sistema penitenciário. Réplicas das motos das vítimas - que foram roubadas e depois queimadas - foram usadas na simulação.

Segundo o promotor Antônio Rolemberg, a reprodução tem o objetivo de buscar mais elementos para o inquérito. "É para somar os dados. A reprodução acontece para que a polícia sinta como foi que aconteceu e transmita isso para o inquérito. Quando acontecer a denúncia, fica mais transparente", disse.

Mesmo com o esclarecimentos de possíveis dúvidas, a polícia não vai revelar detalhes da reprodução, segundo o delegado Francisco Souto Maior. "Pedimos a reprodução em razão de versões diferentes dos investigados. Agora não temos mais dúvidas da participação deles. O inquérito ainda está em sigilo e a polícia não pode revelar agora", comentou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, os detalhes do crime serão repassados em coletiva de imprensa, sem data de realização divulgada.


Do G1 Caruaru 

Nenhum comentário:

Postar um comentário