terça-feira, 30 de maio de 2017

MP recomenda que prefeito de Belo Jardim adote medidas necessárias durante gestão

MPPE disse que está acompanhando o prefeito interino, Gilvandro Estrela, até o fim do processo das novas eleições para prefeito e vice.

O  Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou nesta terça-feira (30) ao prefeito interino de Belo Jardim, Gilvandro Estrela, que não aumente despesas com pessoal e não inicie novas obras e serviços de engenharia. As exceções são os casos de emergência, que devem ser comunicados de forma prévia ao Tribunal de Conta do Estado (TCE) e a Promotoria de Justiça da cidade.
Para o MPPE, a gestão do prefeito deve adotar atos estritamente necessários à manutenção dos serviços públicos, guardando os princípios de impessoalidade, moralidade e prudência fiscal. O MPPE disse que está acompanhando Gilvandro Estrela até o fim do processo das novas eleições para prefeito e vice, marcadas para o dia 2 de julho.
O promotor de Justiça de Belo Jardim, Daniel de Ataíde, recomendou ainda que o prefeito interino não assuma compromissos financeiros que durem até a nova gestão. Ele também recomendou que não sejam feitos pagamentos atrasados ou não programados a servidores ou fornecedores. O prefeito Gilvandro tem um prazo de três dias para informar se aceita ou não a recomendação do MPPE.

Do G1 Caruaru 

Nenhum comentário:

Postar um comentário