terça-feira, 13 de junho de 2017

Alepe apoia campanha contra trabalho infantil


Através do deputado Júlio Cavalcanti, a Superintendência Regional do Trabalho de Pernambuco (SRT/PE), conseguiu o apoio da Assembleia Legislativa para expandir a Campanha Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil. E, hoje, foi interrompida a sessão plenária para que todos os membros da Alepe, presentes no momento, pudessem registrar o apoio com o símbolo da campanha promovida pelo Ministério do Trabalho, o Cartão Vermelho. A ação é alusiva ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, que acontece todos os anos no dia 12 de junho.
Estavam presentes no momento, o superintendente do Ministério do Trabalho, Geovane Freitas, acompanhado de sua equipe técnica, a Analista de Políticas Sociais, Patrícia dos Anjos e o Auditor Fiscal do Trabalho, Edson Cantarelli. O objetivo é chamar a atenção da sociedade para os altos índices do trabalho infantil no Nordeste, promovendo, desta forma, a sensibilização com relação aos malefícios do trabalho precoce e a participação de todos os segmentos da sociedade na luta contra o trabalho infantil.
A coordenadora do Projeto de Fiscalização de Combate ao Trabalho Infantil da SRT/PE, Lívia Macêdo, explica que este tema já foi utilizado durante a Copa do Mundo e está sendo reeditado devido a seu alcance. “O futebol é um esporte de grande visibilidade e um veículo de engajamento social que mexe com sonhos de crianças e adolescentes”.
De acordo com a Analista de Políticas Sociais, Patrícia dos Anjos, esta iniciativa é importante para promover o diálogo social. “Quando se trata de Políticas Públicas, principalmente no que tange a temática do trabalho infantil, é essencial que toda a sociedade esteja envolvida e sensibilizada com a causa”, pontuou.
Para o superintendente de Pernambuco, Geovane Freitas o aumento do desemprego tem reflexo imediato no trabalho infantil. “Muitas vezes as crianças entram no mundo do trabalho como complementação da renda familiar, sujeitas à uma jornada de trabalho exaustiva e a evasão escolar. Queremos que essa campanha alcance um maior número de pessoas e que possa contribuir para uma mudança de cultura, quebrando os mitos sobre o trabalho de crianças e adolescentes”, enfatizou.

Blog do Magno Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário