quinta-feira, 15 de junho de 2017

Compesa contesta laudo emitido sobre água que sai da ETE Caruaru

NOTA OFICIAL
A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) contesta o laudo emitido pela BIOTECH – Laboratórios de Análises Ambientais, Alimentos e Água – sobre o controle de qualidade dos efluentes tratados pela companhia, em Caruaru. A Companhia esclarece que, para realizar as análises do efluente proveniente da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Caruaru, a BIOTECH observou, de forma equivocada, a norma 2914/11 do Ministério da Saúde, que estabelece procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água destinada ao consumo humano. Além disso, não constam neste laudo todos os parâmetros exigidos pela a Resolução do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) 430/11 que, de fato, rege o monitoramento para lançamento de efluentes.
A companhia presta o serviço de tratamento de efluentes na cidade de Caruaru compatível com o que é exigido pelos órgãos de fiscalização e controle, e atende todos os parâmetros exigidos pela legislação em vigor. Os resultados das análises realizadas pelo Laboratório de Controle de Qualidade da Compesa, nos meses de abril e maio deste ano, na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Caruaru, confirmam o atendimento à CONAMA 430/11. A Compesa coloca à disposição os laboratoristas da companhia para realizar novas análises do efluente tratado na ETE Caruaru, caso seja necessário.
Compesa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário