quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

MPPE recomenda restabelecimento do serviço do Samu, em Belo Jardim

Ao Ministério, por meio de ofício, a gestão municipal informou que o serviço retornaria em breve.
imagem ilustrativa 

 O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito de Belo Jardim, Hélio dos Terrenos, que restabeleça o funcionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que está paralisado. Com a recomendação, a prefeitura deverá disponibilizar veículos e profissionais para regularizar o funcionamento dos atendimentos de urgência e emergência no município.

Ao G1, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Belo Jardim informou que foi solicitada uma nova ambulância do Samu ao Governo do Estado no dia 24 de dezembro. "A prefeitura aguarda uma posição oficial do governo estadual", disse por meio de nota.

As denúncias de que o serviço estava parado por aproximadamente seis meses motivaram as investigações do Ministério Público. Ao MPPE, por meio de ofício, a gestão municipal informou que o serviço retornaria em breve, apontando que havia solicitado à Secretaria Estadual de Saúde uma nova ambulância.

Apesar de estar sem funcionar, o serviço do Samu de Belo Jardim estava recebendo verbas federais regularmente, segundo o promotor de Justiça Daniel de Ataíde. "Em consultas ao portal da transparência da União, foram obtidas informações de repasses do Governo Federal, que em 20 de dezembro de 2017 totalizavam R$ 144.375", destacou.

O prefeito tem dez dias para informar ao Ministério Público se acatará a recomendação, demonstrando, caso aceite, as medidas necessárias para fazer o Samu funcionar novamente.

Do G1 Caruaru 

Nenhum comentário:

Postar um comentário