terça-feira, 6 de março de 2018

POLÊMICA: PREFEITURA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE CONTINUA COMETENDO CRIME AMBIENTAL EM SOLO BREJENSE


“A prefeitura de Santa Cruz simplesmente limpou o local onde houve a denúncia, cavou uma vala adiante e tentou esconder os destroços dos animais, ou seja, continua tudo do mesmo jeito”, afirma vereador Júnior de Miguelão em vistoria ao local.

Após o Blog Estação Notícias ter publicado a matéria destacando a denúncia feita pelo Vereador Júnior de Miguelão, a respeito do crime ambiental cometido pela Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, que está despejando os restos de animais abatidos no matadouro da Capital da Moda no sítio Arapuá em Brejo da Madre de Deus, a Secretaria Executiva de Agricultura da cidade vizinha se manifestou timidamente através de nota, afirmando que “teria realizado a remoção dos resíduos do Matadouro Municipal e que um novo local tinha sido providenciado para que os resíduos fossem tratados em local adequado, com especificações técnicas e acompanhamento necessário e que receberiam todos os procedimentos de compostagem orgânica".

Na tarde de ontem, segunda-feira (05) de março, o vereador Júnior de Miguelão foi até o sítio Arapuá verificar se realmente o problema tinha sido resolvido. Porém, a realidade foi outra bem diferente, já que fizeram apenas uma limpeza parcial no local e amontoaram os restos dos animais (cabeças, vísceras, sangue, orelhas, cascos e outros) em um canto do terreno.


Bem próximo dali, menos de 50 metros, os urubus acabaram denunciando que uma vala tinha sido cavada para jogar o material, dando a entender que foi feito um paliativo para “baixar a poeira da denúncia” e continuar com a prática.

 “A prefeitura de Santa Cruz simplesmente limpou o local onde houve a denúncia, cavou uma vala adiante e tentou esconder os destroços dos animais, ou seja, continua tudo do mesmo jeito”, denunciou novamente o vereador.



O vereador pediu que o prefeito Hilário tomasse as devidas providências para resolver o problema.

 “Temos que defender o povo, devemos agir para acabar com este descaso. Pedimos que o nosso gestor, o prefeito Hilário Paulo tome as providencias a respeito desde crime ambiental que está sendo acontecendo no sítio Arapuá, em nosso município”, finalizou.
Centenas de cascos de animais pode ser vistos juntos com orelhas e
 outras partes dos bois




Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário