quinta-feira, 15 de março de 2018

Keila Costa homenageada dos Jogos Escolares de Pernambuco - JEPs 2018

Saltadora pernambucana estará na abertura oficial dos Jogos Escolares de Pernambuco, dia 27 de março

Os Jogos Escolares de Pernambuco (JEPs) deste ano terão uma homenageada de peso. Para a 59ª edição do evento, que reúne mais de 60.000 estudantes de mil escolas públicas e particulares de todo o Estado, a escolhida para levar a bandeira dos JEPs 2018 veio do atletismo. Trata-se da saltadora pernambucana Keila Costa, referência no País quando o assunto é salto em distância e triplo. Ela estará presente na abertura oficial dos Jogos deste ano, dia 27 de março, no Teatro Guararapes.
A atleta se junta a um time de homenageados expressivos dos últimos anos, que conta com Pampa (2015), Adriana Salazar, Joanna Maranhão e Etiene Medeiros (2016) e Marcelo Negrão (2017). Formada nos Jogos Escolares durante a década de 90, Keila tem um currículo extenso no esporte, com direito a quatro participações em Olimpíadas (Atenas-2004, Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016) e medalhas mundiais, pan-americanas e sul-americanas. “Estamos muito felizes em receber uma atleta da casa, consagrada e que foi descoberta para o mundo esportivo através dos Jogos Escolares. Keila tem uma representatividade forte no atletismo brasileiro e sempre levou consigo o nome de Pernambuco. Agora, é o Estado quem a recebe de braços abertos como ícone e referência para os jovens alunos-atletas, que estão dando os primeiros passos no âmbito esportivo”, ressaltou o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras.
FICHA TÉCNICA
Nome: Keila da Silva Costa
Nascimento: 06/02/1983 (35 anos)
Naturalidade: Recife - PE
Principais conquistas:
Prata (salto triplo) nos Jogos Pan-americanos Toronto 2015
Prata (salto em distância e salto triplo) nos Jogos Pan-americanos Rio 2007
Ouro (salto em distância e salto triplo) nos Jogos Sul-americanos Santiago 2014
Bronze (salto em distância) no Mundial de Atletismo Indoor (2010)
Campeã (salto triplo) sul-americana (2013)
Octacampeã (salto em distância) do Troféu Brasil (04, 05, 07, 09, 10, 13, 14 e 15)
Octacampeã (salto triplo) do Troféu Brasil (04, 05, 07, 10, 11, 12, 13 e 15)

ENTREVISTA COM KEILA COSTA
– Qual a importância dos JEPs para a sua carreira?
Os JEPs foram onde fiz as minhas primeiras competições, então foram importantes para a minha iniciação. Comecei nos Escolares de Pernambuco e passei a ir para o Brasileiro, isso entre 1994 e 1998. Foi aí que fui tomando gosto de participar das competições, de estar entre outros alunos. Era muito legal a confraternização que os JEPs proporcionavam para a gente.
– Como é voltar para os Jogos Escolares como homenageada?
Quando o secretário me convidou para ser a homenageada dos JEPs deste ano fiquei muito feliz. Assim que recebi a notícia só faltei pular de alegria (risos) porque comecei igual a esses alunos de hoje em dia. Os Jogos abriram as portas para que eu virasse atleta profissional. Para mim é muita alegria poder voltar agora com essa homenagem.
– Quais são as suas melhores recordações dos JEPs? Algum momento marcante e/ou inesquecível?
Tenho uma lembrança muito legal de uma dessas competições. Eu fazia bastante provas, 60m, salto em distância, salto em altura e corria os revezamentos. Em uma dessas edições, ganhei quatro medalhas de ouro nessas quatro provas. O mais engraçado é que eu gostava de exibir as medalhas, andava com elas no pescoço, todos os alunos faziam isso, acho que ainda fazem. De repente chegou uma menina de outra escola e veio me abraçar dizendo que eu era muito fera, que eu corria muito. Senti como se eu já fosse uma atleta de ponta. Na verdade eu havia sido só mais rápida e saltei mais longe (risos), mas parecia que ela já admirava aquele feito, mesmo eu sendo uma aluna igual a ela. Para mim foi bem marcante, porque, mesmo entre adversárias, não existia a rivalidade, havia a admiração pelo outro. Isso me marcou muito.
– Quais os conselhos para essa nova geração que está surgindo no esporte escolar?
O primeiro conselho que dou é para estudar bastante. O outro é para que se divirtam. Essa fase é a melhor que eu passei, sempre digo a todo mundo. A gente brincava, se divertia, conhecia novos amigos, tudo isso proporcionado pelos Jogos, pelo esporte. Já que comecei na escola, então era um momento fora da aula que a gente tinha para se divertir. Participar das competições e eventos na escola sempre era muita alegria e festa para mim. Volto a dizer aos mais novos: aproveitem essa fase e aprendam bastante.






-- 
SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTES E LAZER DE PERNAMBUCO 

ASSESSORIA DE IMPRENSA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário