quinta-feira, 15 de março de 2018

Nota Pública - Sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes


A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Pernambuco, por intermédio da Comissão da Mulher Advogada (CDMA), recebeu com grande pesar e enorme preocupação a notícia da morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco, e do motorista Anderson Pedro Gomes, em incidente acontecido na noite desta quarta-feira (14).

De acordo com as informações preliminares divulgadas amplamente nos veículos de comunicação, a principal linha de investigação leva a crer que a quinta vereadora mais votada do Rio de Janeiro foi assassinada em razão do exercício de sua atividade legiferante.

Marielle, mulher negra e feminista, era inarredável defensora dos direitos humanos, tendo sido escolhida como relatora da comissão criada na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro para acompanhar a intervenção federal na segurança pública daquele estado. Além disso, vinha denunciando episódios de violência envolvendo a Polícia Militar e a atuação das milícias no Rio de Janeiro.

Em razão das circunstâncias de sua morte, que levam a crer que a vereadora foi vítima de execução em razão de sua militância, a OAB-PE se solidariza com seus familiares e amigos e espera que as autoridades públicas apurem os fatos com a seriedade e a celeridade que o caso requer.

Recife, 15 de março de 2018.

Leonardo Accioly

Presidente em exercício da OAB Pernambuco

Ana Luiza Mousinho

Presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB Pernambuco
-- 

Nenhum comentário:

Postar um comentário