segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Após cirurgia, Bolsonaro está na UTI estável e sem dor



O Hospital Albert Einstein, em São Paulo, divulgou, no fim da tarde de hoje, um boletim médico em que informa sobre a conclusão da cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o hospital, a operação durou 7 horas e “ocorreu sem intercorrências e sem necessidade de transfusão de sangue”. Mais cedo, o Palácio do Planalto havia informado que a cirurgia havia durado cerca de 9 horas, entre as 6h30 e as 16h.
Assinado pelos médicos Antônio Luiz Macedo, cirurgião, Leandro Echenique, clínico e cardiologista, e Miguel Cendoroglo, diretor Superintendente do hospital, o boletim informa que “no momento, o paciente encontra-se, na Unidade de Terapia Intensiva, clinicamente estável, consciente, sem dor, recebendo medidas de suporte clínico, prevenção de infecção e de trombose venosa profunda”.
A cirurgia retirou a bolsa de colostomia que Jair Bolsonaro carregava desde setembro, quando foi ele operado duas vezes após ser esfaqueado durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Nenhum comentário:

Postar um comentário