sexta-feira, 14 de junho de 2019

Joel da Harpa preocupado com decisão do STF sobre homofobia



A partir de agora, como Católicos e evangélicos poderão pregar? Qual será o limite entre uma interpretação bíblica e um ato considerado criminoso? O Deputado Joel da Harpa está preocupado com a decisão do Supremo Tribunal Federal ( STF)  permitiu a criminalização da homofobia e transfobia. Os ministros consideraram que atos preconceituosos contra homossexuais e transexuais devem ser enquadrados no crime de racismo.

Ora, a bíblia não prega a homofobia mas ela é clara quanto ao homossexualismo. Deus criou o sexo para ser feito apenas entre um homem e uma mulher, e apenas se forem casados. (Gênesis 1:27, 28, Levítico 18:22; Provérbios 5:18, 19) A Bíblia condena a fornicação, quer entre pessoas do mesmo sexo quer entre pessoas de sexos diferentes. (1 Coríntios 6:18) Isso inclui ter relações sexuais, acariciar os órgãos genitais de outra pessoa e outras práticas sexuais.

Para o parlamentar, não caberia ao STF uma decisão tão polêmica e cabe ao Congresso Nacional legislar sobre tema tão delicado, pois mexe com crenças religiosas de diversas denominações e de milhões de pessoas. Daqui a pouco, as igrejas terão de fechar as portas e rasgar a bíblia.


Blog Pont de Vista

Nenhum comentário:

Postar um comentário