sábado, 10 de agosto de 2019

Brejo: Justiça Eleitoral cassa mandato do vereador Robertinho Asfora

Decisão cabe recurso


Um processo alegando abuso de poder político do vereador Roberto Abraham Abrahamian Asfora Filho (Robertinho Asfora), vem tramitando na Justiça Eleitoral do Brejo da Madre de Deus logo após as eleições de 2016. Na denúncia feita ao Ministério Público Eleitoral, o vereador é acusado de ter o se autopromovido em obra do Governo do Estado no período eleitoral no ano de 2016.

Confira a denúncia:
Alega o autor que “o representado praticou condutas irregulares, utilizando-se de recursos financeiros do Estado, aproveitando-se de sua influência política, em prol de sua candidatura a vereador nas eleições de 2016”. Ainda segundo a exordial “o candidato violou o princípio da isonomia no processo eleitoral, realizando perfuração de poços artesianos com recursos públicos, valendo-se de influência que detinha junto a secretaria de Estado de Agricultura e Reforma Agrária e o Governo do Estado, fato que se tornou público por vídeo feito pelo próprio candidato, e propagado na aplicativo “whatsapp” e em comício realizado na cidade” .
As provas acostas aos autos são incontestáveis. De fato, o representado gravou vídeo selfie em que enaltece suas influências políticas para que fossem realizadas as obras de perfuração de poços artesianos. Observe-se a transcrição integral do vídeo gravado:
De acordo com a denúncia, o vereador disse no vídeo:
“Bom dia minha gente querida. Aqui quem fala é o vereador Robertinho Asfora. É desse jeito que a gente trabalha. Através do governador Paulo Câmara e do secretário de agricultura Nilton Mota, arrumamos aqui uma máquina de furar poço e estamos aqui na nossa zona rural melhorando a qualidade de vida da população do Brejo da Madre de Deus, mostrando que a gente não precisa estar no governo do município para poder trazer benefício à população. Isso sim é compromisso de verdade com a população do brejo. Um abraço, bom dia, fiquem com Deus.”
A denúncia contra o vereador Robertinho pediu que a Justiça Eleitoral cassasse o seu diploma e que fosse aplicada a sanção de inelegibilidade.
Após as alegações finais, na última quinta-feira (08) o Juiz Eleitoral do Brejo da Madre de Deus, sentenciou o vereador Robertinho acatando totalmente os pedidos do Ministério Público Eleitoral.

Após notificação, cabe recurso ao vereador na própria 54ª zona eleitoral e ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE).
Se for confirmada a cassação do vereador Robertinho Asfora, quem assume em seu lugar é o suplente de vereador Bartol Neves do distrito São Domingos, que também faz parte do grupo Jacaré.

Do Blog Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário