sexta-feira, 26 de junho de 2020

Secretário estadual de Saúde André Longo disse que medidas também podem ser adotadas em outros locais


 Secretário estadual de Saúde André Longo disse que medidas também podem ser adotadas em outros locais




O secretário estadual de Saúde André Longo afirmou que a quarentena rígida poderá ser adotada também em outras cidades do Agreste do estado, além de Caruaru e Bezerros. Essas duas cidades entraram em quarentena nesta sexta-feira (26) porque foram responsáveis pelo aumento em 71% no número de casos de síndrome respiratória aguda grave (srag) na região. Segundo os números da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), a região pulou de 267 para 358 casos de SRAG na última semana. Em Caruaru, o aumento foi de 97 para 152 casos. Já em Bezerros, o avanço foi de 27 para 37 casos. A intenção da SES-PE é que haja diminuição da velocidade de crescimento de casos na região. Com menos casos graves, a demanda por leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) diminuirá.

Por causa disso, o governo estadual decidiu decretar uma quarentena mais rígida nesses municípios para aumentar o isolamento social e diminuir a transmissão do coronavírus (covid-19). A população só poderá sair para realizar ou buscar serviços essenciais, como ir a supermercados, farmácias, padarias, postos de gasolina e atendimento em unidades de saúde. O uso de máscara é obrigatório.

"Caruaru e Bezerros foram escolhidos pelo aumento de casos, mas é preciso entender que todo o Agreste deve colaborar. Se o cenário não mudar, poderemos adotar outras medidas, inclusive para outros municípios da região", disse André Longo. "Queremos uma redução da velocidade de crescimento de casos na região para, assim, preservar a saúde e a vida dos moradores, tanto de Caruaru quanto de Bezerros", completa.

Secretário estadual de Saúde visita Hospital de Campanha de Caruaru
O secretário estadual de Saúde de Pernambuco, André Longo, visitou na manhã dessa quinta-feira (25) o Hospital de Campanha de Caruaru, que fica localizado no Hospital Mestre Vitalino (HMV). Ele estava acompanhado pelo diretor do hospital, Marcelo Cavalcanti. O Hospital de Campanha começou a funcionar no dia 8 de junho e tem 16 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 20 de enfermaria, para atender pacientes suspeitos e confirmados do novo coronavírus (covid-19).

NE10 

Nenhum comentário:

Postar um comentário